Dor nas costas: descubra as possíveis causas e tratamentos para essa condição

 em Matérias

A dor nas costas é capaz de atingir pessoas de diferentes idades e perfis. Por ser uma dor que preocupa, muitas vezes construímos imagens e crenças de que a nossa coluna irá “se quebrar” e evitamos nos movimentar com medo de que algo possa piorar, antes mesmo de procurar uma orientação especializada. A boa notícia é que há tratamento.

Às vezes a dor nas costas surge de repente, como uma fisgada súbita seguida de falta de ar no meio do dia, ou na hora de se agachar para pegar algo no chão, causando a popular “coluna travada”. Há ocasiões em que a dor é tão grande que nos impede de realizar simples movimentos, como dirigir, estender roupa, sentar, etc.

Existem diversas causas possíveis para a dor nas costas, entre elas iremos falar sobre a estenose do canal lombar (estreitamento do canal por onde passa a medula espinhal) e a hérnia de disco (quando o disco entre as vértebras da coluna sai da sua posição normal).

Reunimos as principais informações sobre isso para você.

 

O que é dor nas costas?

Antes de começar a falar sobre dor nas costas, precisamos entender melhor a coluna vertebral. Duas das principais funções da coluna são sustentar o corpo e realizar a comunicação entre o cérebro e o restante do organismo, por meio da medula espinhal e dos nervos, levando a informação do cérebro para o corpo e do corpo para o cérebro.

A coluna vertebral é formada por 33 vértebras e é dividida em quatro regiões: a cervical, que é a região do pescoço; a torácica, que engloba do tórax até o início do abdômen; a lombar, que vai do final da torácica até o início do quadril; e a sacro-cóccix, que vai do quadril até o final da coluna.

Entre uma vértebra e outra estão localizados discos gelatinosos, que permitem a movimentação e a flexibilidade do corpo e impedem que um osso tenha atrito direto com o outro.

Já a medula espinhal, que passa no interior da coluna vertebral, é composta por nervos que saem do cérebro em direção a outras partes do corpo e vice-versa. Quando há algum problema na coluna, a medula espinhal pode acabar prejudicada, o que também é motivo de dor e sintomas neurológicos.

É importante destacar que nem sempre as alterações anatômicas na coluna vertebral de um indivíduo se traduzem em dor nas costas ou são a causa primária dessa dor. Além disso, alterações nos exames de imagem, como osteófitos (“bico de papagaio”) e abaulamentos discais, nem sempre são o motivo da dor. É preciso avaliar a vida do paciente de forma global antes de se fechar um diagnóstico.

 

Quais as principais causas da dor nas costas?

Existem diferentes causas para a dor nas costas e, conforme a Medicina avança, atualmente sabemos que há componentes biológicos, psicológicos e sociais na dor nas costas.

A dor nas costas pode estar localizada em uma única região da coluna vertebral, como a cervical e a lombar, por exemplo. Mas ela também pode irradiar para braços e pernas, por conta dos nervos da medula espinhal.

Ainda relacionados à medula espinhal estão sintomas como o formigamento de mãos e pés, diminuição da sensibilidade e do tato nessas regiões, fraqueza e falta de força nos membros do corpo, cãibras, problemas para controlar a urina e até mesmo impotência sexual.

Entre os causadores de dores intensas nas costas, podemos destacar dois principais: a estenose de canal lombar e a hérnia de disco.

 

Hérnia de disco

Na hérnia de disco, os discos gelatinosos que estão localizados entre uma vértebra e outra acabam saindo de suas posições normais, por conta de um processo degenerativo e de desgaste.

A movimentação desses discos acaba por comprimir os nervos que passam pela coluna vertebral, causando uma dor intensa, que pode irradiar para braços e pernas. A hérnia de disco pode vir, ainda, acompanhada de formigamento nos membros do corpo, além de problemas para controlar a urina.

A hérnia de disco é mais frequente na coluna lombar e na coluna cervical, que são as que se movimentam com maior intensidade, o que facilita essa saída do disco intervertebral de sua posição normal, levando ao surgimento da hérnia de disco.

 

Estenose de canal lombar

Na estenose de canal lombar, o paciente sofre um estreitamento do canal da coluna, que abriga a medula espinhal. Com menos espaço do que o normal, os nervos acabam comprimidos e sofrem irritações, o que pode causar dor intensa na coluna lombar.

A estenose geralmente é decorrente do desgaste causado pelo próprio envelhecimento natural do indivíduo.

Além da dor nas costas, essa condição é capaz de causar impotência sexual, câimbras e até mesmo diminuição da sensibilidade das pernas.

 

Como é o diagnóstico da dor nas costas?

Para que o diagnóstico da dor nas costas e das causas da dor nas costas seja fechado, é preciso ir a uma consulta com médicos que sejam especialistas em dor e consigam fazer uma avaliação por completo da vida do paciente e dos seus sintomas.

Nessa avaliação global são estudados a fundo a rotina do paciente, a qualidade de seu sono, quais são suas atividades físicas e como é sua alimentação. O médico especialista em dor avalia também fatores de melhora e piora da dor, como posição, medicamentos, exercício físico, depressão e ansiedade, além de outros fatores visualizados com profundidade e de modo detalhado na história do paciente e no exame físico.

A consulta médica com esse tipo de especialista costuma ser bastante longa porque o médico busca fazer um histórico detalhado da vida desse paciente, que é aliado a um exame físico minucioso do corpo todo, que veja a anatomia e funcionalidade do paciente.

O Espaço Sinestesia conta com uma equipe multidisciplinar de especialistas em dor. Os profissionais do Espaço Sinestesia são fisiatras, neurologistas, neurocirurgiões e cirurgiões vasculares especializados em dor.

De acordo com cada uma de suas especialidades médicas, os profissionais do Espaço Sinestesia avaliam exames fisiátricos e neurológicos, além de fatores desencadeantes de dor personalizados, a sensibilização periférica e central e também o atual tratamento medicamentoso realizado pelo paciente.

Toda essa avaliação é essencial na hora de confirmar um diagnóstico para dor nas costas e de encaminhar o paciente para um tratamento que contemple todas as áreas de sua vida a fim de evitar a recorrência da dor nas costas.

 

Como é o tratamento da dor nas costas?

Tanto a hérnia de disco quanto a estenose de canal lombar precisam de tratamento para impedir que o paciente continue sentindo dor ou perca a sensibilidade e a capacidade de movimentar seus braços e pernas, por conta de problemas na coluna.

O tratamento de ambas as condições pode ser feito, por exemplo, com o uso de medicamentos para a dor.

A programação da fisioterapia por um médico fisiatra é uma grande aliada no tratamento de ambas as condições porque é capaz de fortalecer a musculatura do indivíduo e trabalhar a funcionalidade, permitindo um melhor funcionamento da coluna.

Por fim, nos casos de maior gravidade, há a necessidade da realização de procedimentos cirúrgicos que visam tratar tanto a hérnia de disco quanto a estenose de canal lombar.

Pacientes com dores frequentes nas costas recebem a recomendação de manter um estilo de vida saudável, com a saída do sedentarismo e a realização de exercícios físicos adequados para a idade e o tipo de condição que o paciente apresenta.

No Espaço Sinestesia são realizados ajuste dos medicamentos para a dor, procedimentos para dor, além de orientação de programas de reabilitação de acordo com as necessidades do paciente que foram encontradas pelos especialistas que integram a equipe do Espaço Sinestesia.

Quanto mais cedo um paciente procurar ajuda de qualidade e qualificada para tratar a dor nas costas, melhores são suas chances de recuperação e mais rápido ele poderá voltar às suas atividades cotidianas. O Espaço Sinestesia é referência no tratamento global da dor nas costas, atendendo pacientes com excelência médica.

Compartilhe

Recommended Posts

Deixe uma resposta

A perda de sensibilidade ocorre devido à interrupção da troca de informações entre os nervos periféricos e o sistema nervoso central.
WhatsApp chat