Dor Neuropática: Quando a dor passa a ser mais do que um sinal de alarme

Aprenda mais sobre dor neuropática ou neuralgia ou nevralgia neste post.

Vamos tentar deixá-la mais explicativa e mostrar como amenizar da melhor forma possível os sintomas. A dor neuropática é uma lesão ou doença que atinge o sistema de dor, como se fosse um “curto circuito”, podendo ocorrer em qualquer local da via neurológica (nervos, medula ou cérebro) e causa dor em uma ou mais partes do corpo. Esse tipo de dor pode ocorrer após o surgimento de doenças comuns como diabetes, herpes zóster, problemas reumatológicas e após tratamentos em pacientes com câncer (quimioterapia e radioterapia), entre outras, quando provocam lesões diretamente nos nervos.

 

Veja também:

 

Na maioria dos casos, a dor neuropática se apresenta após alguma agressão ao nervo, causando sintomas e sensações como queimação (como se tivesse passado pimenta na pele), pontadas finas, agulhadas, fisgadas, formigamento, choques e percepção de frio ou calor intenso no trajeto do nervo.

No total, 26 milhões de pessoas em todo o mundo são portadoras de dores neuropáticas, e a Medicina ainda precisa dar longos passos quando o quesito é o bem-estar dos pacientes. Hoje em dia, o alívio gerado através de cuidados adequados gira, em média, em torno de 30%.

Tratamento

O tratamento age com foco no nervo e na doença que está lesionando o nervo, proporcionando o alívio da dor por meio de medicamentos como: antidepressivos, anticonvulsivantes, pomadas tópicas, intervenções não medicamentosas (como acupuntura, tratamento psicológico, fisioterapia e atividade física) e procedimentos ambulatoriais como, por exemplo, a aplicação de toxina botulínica ou mesmo procedimentos cirúrgicos, indicados para casos mais resistentes.

Ah, importante: para melhor lidar com a dor neuropática, buscando uma qualidade de vida mais favorável, o pensamento positivo é indispensável. Busque ser feliz fazendo coisas que você gosta! Experimente!

 

Texto de autoria de: Irina Raicher CRMSP 129272 e Eduardo Lam jornalista registro 29349/RJ.

Compartilhe

Recommended Posts
médico e paciente
WhatsApp chat