Dores nas pernas – quando procurar um neurologista ou um vascular?

 em Outros

Saiba mais sobre doenças vasculares e neurológicas nas pernas.

As características da dor, em qual situação aparecem, em qual posição, entre outros fatores podem ajudar a diferenciar se as dores são de origem nos vasos ou nos nervos.

Dores que acontecem no repouso, dores que ocorrem durante a caminhada, dores que pioram após um certo tempo de exercício físico (claudicação intermitente) e melhoram com o repouso ou dores que aparecem somente em certas posições podem apontar para diferentes causas de dor.

Dores em cansaço, queimação, pulsação, que pioram com o frio, em ardor, em agulhadas finas, em choque, entre outras maneiras de descrever a dor ajudam a diferenciar as suas possíveis causas.

Em alguns casos, podem afetar a capacidade de realizar tarefas básicas, como caminhar, se movimentar ou podem prejudicar o sono, o trabalho, a concentração e o relacionamento com outras pessoas.

Conheça os casos mais comuns de dores vasculares e neurológicas (neuropatias):

A dor na perna de causa vascular pode ter basicamente duas razões: circulação arterial deficiente ou um problema no retorno do sangue venoso.

Já a dor na perna por causa neurológica é principalmente por neuropatia e acometimento das fibras nervosas finas.

 

VEJA TAMBÉM:

VARIZES

Muito comum nos membros inferiores, as varizes geralmente indicam um problema no retorno do sangue venoso. Elas podem fazer suas pernas parecerem pesadas, cansadas, inchadas ou com alteração na cor da pele. Mais frequente nas mulheres, a hereditariedade, a obesidade e a idade são fatores comuns de predisposição para as varizes. Fatores de risco como o tabagismo, a obesidade e o sedentarismo contribuem para agravar o problema. Perder peso, exercitar-se ou usar meias de compressão pode ajudar. Se não, converse com seu médico sobre outras opções de tratamento.

NEUROPATIA PERIFÉRICA

Distúrbio que atinge 7% de pessoas em todo o mundo, a neuropatia periférica afeta os nervos principalmente nas extremidades do corpo, em sua maioria idosos e diabéticos. Indivíduos com deficiência de vitamina B12, problemas de tireóide, doenças reumatológicas, uso de medicamentos neurotóxicos, infecções, entre outras causas, também estão propensos a sofrer desse distúrbio. Manifesta-se por queimação, ardor, piora com o frio, formigamento, adormecimento, agulhadas finas e outros descritores. O tratamento adequado passa pelo controle da doença de base como reposição de vitaminas ou dieta rigorosa, além da interrupção do uso de álcool. Quando ocorre o quadro de dor associado, medicamentos adequados são orientados pelo seu médico.

 

DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA (DAP)

A DAP é causada pela diminuição do fluxo sanguíneo nas artérias, que faz com que os membros – pernas e pés – não recebam a quantidade adequada e suficiente de sangue. Daí os sintomas de fraqueza ou cãibras e dor na hora de caminhar. As pernas podem ficar frias e mudar de cor.

É possível controlar ou mesmo diminuir os sintomas da Doença Arterial Periférica com hábitos saudáveis, como parar de fumar; em casos mais severos, a cirurgia é necessária.

 

TROMBOSE VENOSA PROFUNDA (TVP)

A TVP ocorre quando um coágulo de sangue se forma, geralmente na coxa ou na perna, o que causa inchaço e a dor no local, pode ficar quente e vermelho. Em casos mais graves, a TVP pode levar a uma embolia pulmonar. Procure assistência médica em serviços de emergência. A melhor maneira de prevenir a trombose é fazer atividade física regularmente. O seu médico pode dar-lhe medicamentos para evitar a formação, crescimento ou ruptura de coágulos.

Ficou interessado sobre este tema? Entre em contato  com o Dr. Simão Raicher e a Dra. Irina Raicher (Neurologista) do Espaço Sinestesia e agende a sua consulta.

Autoria:

Dr. Simão Raicher CRM – SP 28.553

Dra. Irina Raicher CRM – SP 129.272

 

Compartilhe

Posts Recentes

Deixe uma resposta

WhatsApp chat